França: mais de mil pessoas lotam as ruas de Paris em protesto contra o uso de peles

Lá fora o ativismo funciona. Aqui no Brasil, se não for show de graça. parada gay, marcha da maconha ou encontro evangélico…não dá nem 50 pessoas.

Do portal VISTA-SE

Do sapato de couro aos casacos de pele: tudo muito cruel

Ativistas e simpatizantes apoiaram a proibição do uso de peles de animais e lotaram as ruas da capital francesa no último sábado (24). A chamada “Marche Contre La Fourrure” (“Marcha Contra a Pele”, em português), usou artifícios criativos e performances de atores fantasiados para chamar a atenção para a crueldade sofrida pelos animais da indústria das peles.

Comuns nos rigorosos invernos europeus, os casacos de pele ainda encontram muitos consumidores dispostos a pagar milhares de euros por retalhos obtidos com inimaginável crueldade. Infelizmente, ainda é um problema que mata milhões de animais por ano. No Brasil, embora não seja tão comum o uso de casacos de peles pesados como os feitos com raposa, os tecidos produzidos com pele de bois mortos pela indústria da carne movimentam bilhões de reais e uma indústria catastrófica para os animais e para o meio ambiente.

O objetivo da manifestação é a conscientização da sociedade sobre este mercado e o boicote de empresas que matam animais.

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Add a Facebook Comment

Deixe uma resposta