A verdade sobre a Fundação Rio Zoo

A matéria do Jornal O DIA, em sua coluna “BLITZ DO DIA” tem repercutido em diversos sites de defesa animal.
As opiniões são muitas, normalmente tendenciando para o mais lógico, que é a de que o modelo se Zoológico já está ULTRAPASSADO ha muitas décadas.

Eu concordo e muito. Um Zoo deveria ter a incumbência de ser um local de CONHECIMENTO, de estudos e não apenas de LAZER como o modelo atual. O modelo mais aceito atualmente é o de SANTUÁRIOS, onde os responsáveis procuram reproduzir na íntegra o BIOMA em que o animal viveria enquanto livre.

Esse modelo trás benefício não só a população, que vivencia a experiência de forma mais natural, mais verdadeira, mas principalmente aos estudiosos e mais ainda…a parte mais interessada, ou seja o animal.

Temos aqui no Brasil algumas experiências de Santuários, mas mesmo esses, estão a MILHAS de distância em experiência e estrutura de Santuários ao redor do mundo.

Mas o post fala sobre a VERDADE da Fundação Rio Zoo… Pois bem, como tudo nas mãos dos políticos do Rio de Janeiro, a Fundação RIo Zoo virou cargo político, ou melhor…”POLITIQUEIRO”.

Não fosse o bastante nosso Prefeitinho ter acabado de FERRAR com os animais, entregando a SEPDA ha quase 4 anos nas mãos do “Ex-sogro do Aécio”, uma pessoa sem a menor expressão no meio da Defesa Animal, sem experiência na administração pública, sem VONTADE e quisá, que sequer gosta realmente de animais, ainda transforma a RIO ZOO, responsável direta por um dos melhores planteis da America Latina, nas mãos de mais um desses “paraquedistas politiqueiros”.

Sim, você sabe quem é o Presidente da Fundação Rio Zoo? Provavelmente não, porque essas nomeações normalmente se dão de forma silenciosa, prá não chamar atenção mesmo…

Então vamos lá… o Presidente é…. Rufem os Tambores…. TRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR

EXMO. SR. Sérgio Luiz Felippe

Ué, nunca ouviu falar? Nem eu… o que ele já fez? Aúnica passagem relevante desse senhor que consegui encontrar foi a de diretor de Operações Imobiliárias da CEHAB-RJ. ou seja na Companhia Estadual de Habitação do Estado do RIo de Janeiro… Mas o cara subiu na vida… Saiu de Diretor de operações de um órgão Estadual para PRESIDENTE de uma Fundação Municipal! Mas o que tem isso com animais?

Mas eu tenho certeza que já ouviu falar no IRMÃO dele, ou deveria:

Sua Excelência, o Presidente da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, Vereador Jorge Felippe do PMDB

Isso mesmo, o ponto mais relevante do “currículum” do Sr. Presidente da Fundação Rio Zoo é ser irmão do Presidente da Câmara do Rio de Janeiro!

Como não se pode ter NEPOTISMO direto, no Rio de Janeiro os animais e suas “instituições” tem servido como verdadeiras moedas de troca entre as autoridades cariocas… é um “toma lá dá cá” que seja a ser vexatório!

Nem vou aqui tecer maiores comentários sobre o tema, visto não se tratar de um blog político, mas quem vê a situação da Câmara do RJ, com vários dos piores vereadores do BRASIL (segundo a ONG Transparência Brasil) já pode ter uma ideia da situação que nossos animais Passam… O Vice presidente da Comissão de Proteção Animal é considerado O PIOR VEREADOR DO BRASIL (segundo a mesma ONG) com mais de 99% dos projetos considerados “sem relevância”… então, os animais, ao virarem moeda de troca politiqueira e NEPOTISTA, acabam também sendo completamente descuidados e negligenciados em nossa Cidade “Maravilhosa”!

Na próxima vez que for ao Zoológico, se lembre de que, quem o “administra”, provavelmente é o irmão, amigo, sogro, genro de alguém importante!

Reprodução da Matéria do DIA

Zoológico do Rio: descuido com os bichos e o público

‘Blitz do Dia’ flagra sinais de abandono em umas das principais áreas de lazer da cidade

POR ANNY RIBEIRO

Rio –  Em pleno feriadão, uma visita ao Jardim Zoológico, na Quinta da Boa Vista, pode ser um ótimo programa para fazer com a criançada, certo? Não é bem assim. A ‘Blitz do Dia’ esteve no Zoo no último sábado e constatou que o passeio pode não ser tão agradável quanto se imagina. Foram constatados vários sinais de abandono do local, o que mostra um descuido tanto com os bichos quanto com o público.

Os problemas vão desde banheiros sujos e bebedouros enferrujados até bilheterias fechadas em dia de grande movimento. O que mais chama a atenção, no entanto, é o descaso na identificação dos animais, que são a atração do lugar. Além de alguns locais em que eles ficam, como a minifazenda, por exemplo, terem madeiras quebradas, há jaulas em que as placas estão totalmente deterioradas e algumas até em que elas nem existem mais.

Moradia do Mangusto listrado tem placa de identificação mal fixada e água suja | Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia

Moradia do Mangusto listrado tem placa de identificação mal fixada e água suja | Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia

“A gente não vêm ao zoológico só para ver os bichos. Esse também deveria ser umpasseio didático. Mas sem placas identificando os animais, como vamos ensinar algo aos nossos filhos”, reclamou a professora Mônica Silva, 46 anos.

A sujeira dos banheiros químicos revoltou o motorista Gelson Alves, 30 anos, que estava com os filhos Carlos Danilo e Ana Cecília, e a mulher Raquel. “Minha esposa queria ir ao banheiro, mas está cheio de papel e com cheiro forte de urina. Sem condições de usar”, disse após abrir três cabines e verificar a mesma situação.

A ferrugem nos bebedouros foi outro motivo de descontentamento. “Prefiro comprar água a deixar meu filho beber ali”, disse a arquiteta Carmem Araújo, 38 anos. Ela advertiu o pequeno Pedro, 7, quando ele foi correndo atrás de água.

PROBLEMAS

Banheiros químicos muito sujos

Animais sem placa de identificação

Placas quebradas, ilegíveis, mal fixadas, cobertas pelas plantas ou com ferrugem

Livrinho com explicações sobre os animais em péssimo estado

Piso com buracos, o que pode ocasionar acidentes e quedas

Estruturas de madeira quebradas nas áreas onde ficam alguns bichos

Tomada com fios expostos em local de grande circulação

Bebedouro preso à parede por um arame e com ferrugem

Orelhões quebrados

Bilheterias fechadas em pleno feriadão

Água empoçada

Riozoo promete melhorias

A Fundação Riozoo promete que quem for ao Zoológico amanhã, feriado do Dia do Trabalhador, pode ficar despreocupado com as filas para comprar ingresso. Por meio de nota, a instituição informa que nove bilheterias estarão funcionando — diferentemente das duas de sábado.

Sobre os outros problemas encontrados pela ‘Blitz do Dia’, a Riozoo informa que os responsáveis pelos setores de manutenção do Jardim Zoológico já foram acionados e providências serão tomadas ainda nesta semana. Segundo a fundação, devido à grande exposição ao sol, chuva e vento, a manutenção e os reparos no local são realizados diariamente, inclusive nos fins de semana. Quanto à limpeza dos banheiros químicos, apesar da ‘Blitz’ ter flagrado a falta de higiene, a Riozoo assegura que a limpeza é realizada duas vezes ao dia.

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Add a Facebook Comment

Deixe uma resposta