Celebrado acordo de parceria no Brasil entre Divers for Sharks e Ocean Futures Society de Jean-Michel Custeau

Foi com muita alegria que participei (nesse último final de semana durante o PADI FEST) da oficialização do acordo de parceria entre a Divers for Sharks (projeto que faço parte juntamente com os idealizadores Paulo Guilherme Pingüim e José Truda Palazzo Jr.) e a Ocean Futures Society de Jean-Michel Cousteau.

Trata-se do Projeto EMBAIXADORES DO MEIO AMBIENTE – AOTE, que terá seu início na cidade de Ilha Bela em SP e se estenderá para todo o Brasil.

Das múltiplas iniciativas da Ocean Futures Society para promover a conscientização pública para a conservação dos oceanos e do planeta como um todo, o programa EMBAIXADORES DO MEIO AMBIENTE – AOTE é um dos mais emblemáticos.

A familiarização do público jovem com o inestimável patrimônio Natural que herdarão, em muitos casos já tristemente degradados, e a geração de consciência para a mudança dos paradigmas que levam a essa degradação são uma iniciativa cuja urgência é evidente no momento atual.

Ancorada na força dual do conhecimento e da conscientização e focada  nos oceanos como berço e mantenedor de vida, buscaremos nesse outline  apresentar propostas nesse ano de 2012 em diante.

O programa dará início na cidade de Ilha Bela em SP, com 2 grupos de 30 jovens, inicialmente na faixa da 7ª série, dividindo-se entre alunos de escolas particulares e públicas.

Além dos alunos, também participarão seus professores diretos buscando a incerção da matéria em seus currículos escolares.

Dentro desses ideais, a Divers for Sharks foi eleita a parceira perfeita para esse projeto único em nosso País.

Como membro do projeto, parabenizo a Ocean Futures Society, seu presidente Jean-Michel Cousteau, assim como os direigentes e idealizadores da Divers for Shaks!

E que o projeto cresça muito e se espalhe por todos os estados da Federação, levando educação ambiental, conscientização e uma qualidade de vida superior a nossos jovens, o futuro de nosso Planeta!

AGORA É OFICIAL: D4S e OCEAN FUTURES SOCIETY

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cientistas terão que justificar uso de animais em pesquisas no Brasil

Pessoal!!!!

 

ÓTIMAS NOTÍCIA, desde que seja levada a sério!

É inconcebível que em épocas de internet, tecnologia, robótica, 3d ainda usemos animais em pesquisas científicas.

Esperamos que realmente estejamos nos tornando um país que respeita todos os seres… A fiscalizar!!

 

Do G1

Ministério da Ciência receberá relatórios periódicos de comissões de ética.
Sempre que possível, pesquisadores terão de usar métodos alternativos.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação instituiu um novo formulário para regulamentar o uso de animais em pesquisas. O documento servirá para que cientistas de todo o país prestem informações sobre os projetos que envolvam animais a comissões de ética especializadas.

Essas comissões, então, prepararão relatórios anuais que deverão ser repassados ao Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea), órgão ligado ao Ministério.

O objetivo da norma é assegurar que as experiências com animais só serão feitas nos casos em que não houver outro método cientificamente validado para fazer a experiência. Sempre que possível, no entanto, os pesquisadores terão de optar pelas técnicas “in vitro” – com células isoladas em laboratório – ou “ex vivo” – usando apenas alguns tecidos específicos, retirados do animal.

A aprovação formal do formulário foi publicada nesta quinta-feira (19) pelo Diário Oficial da União, e passa a valer 15 dias após a data.

Simpósio em Brasília
O Ministério divulgou também a realização de um simpósio para debater o uso de animais em experiências no Brasil. O objetivo é capacitar os gestores das comissões de ética locais em relação às normas do setor. O evento organizado pelo Concea acontece em Brasília nos dias 13 e 14 de junho.