Vereadora de Minas, que quer matar animais é polêmica por Natureza

Pois é pessoal,

Começamos a pesquisar a vida dessa senhora e chegamos a conclusão que ela é polêmica por natureza.
Primeiro ela cria uma situação com um de seus pares e é acusada de racismo… que aliás, torço para que dê em açguma coisa e essas “senhora” tenha seu mandato caçado! Pois essa certamente será a maior punição para ela, que se acha DIVINA!
Daí ela inventa claramente uma doença, só para tentar evitar o processo… daí, para não ter que ceder a vaga ao suplente, ela volta ao “trabalho” e prá que? Prá fazer mais uma M…, dessa vez contra os animais.

Sinceramente? Deveria ser necessário um exame psicotécnico para que a pessoa pudesse se candidatar!

Vejam abaixo a reportagem do site Folha das Vertentes

Vereadora Sílvia Fernanda prorroga licença médica

A vereadora Sílvia Fernanda de Almeida (PMDB) apresentou, na sessão do dia 20 de outubro da Câmara Municipal de São João del-Rei, um atestado médico pedindo seu afastamento, por mais 30 dias, das atividades legislativas. Duas licenças já foram solicitadas pela vereadora desde o dia 20 de agosto último, quando ocorreu uma contenda com o vereador Gilberto Luiz dos Santos, do Caminhão do Lixo (PT), que a tem acusado de racismo. O fato tomou grande repercussão, inclusive na imprensa estadual.
Segundo o vereador Gilberto, Sílvia Fernanda o teria chamado de “macaco”, em referência à sua cor negra e, ainda, por cima proferiu, à sua pessoa, palavras ofensivas.
De acordo com a assessora da vereadora, Mercês Vivian Santana, “Sílvia Fernanda está de licença médica, impossibilitada, por enquanto, de mexer com questões políticas e tratar sobre esse assunto”.

O suplente
A presidente da Câmara Municipal, Jânia Costa Pereira da Silveira (PTB), informou que já convocou o suplente da vereadora Sílvia Fernanda, o atual secretário municipal de Governo, Articulação Comunitária e Esporte, Stefânio Rodrigues Pires, que tem até 15 dias, a partir da apresentação da licença, para assumir a vereança. Em entrevista a este jornal, ele informou que não assumirá, “pois terei que ser descompatibilizado da Secretaria e não tenho como largar os projetos em andamento, tais como Minha Casa Minha Vida, campeonatos esportivos e finalização da quadra da Biquinha”.
De acordo com Jânia Costa, caso ele não aceite, o segundo suplente, o conhecido Jair do Correio (PMDB), será convocado.

O fato
Segundo o Boletim de Ocorrência (BO) 16025, no dia 20 de agosto último, o vereador Gilberto afirmou que, por volta de 10h15min, se encontrava nas dependências do Departamento Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Damae), quando chegou a vereadora Sílvia Fernanda. Segundo ele, ao brincar com o cachorro da vereadora, o mesmo começou a latir. Motivo pelo qual Sílvia Fernanda o “chamou de macaco, dizendo que não era para o mesmo encostar a mão no cachorro dela, além de “fdp” e de proferir palavras de baixo calão”. Além disso, ela se virou para um outro cidadão e disse que “não gostava de preto”. O fato, segundo o vereador Gilberto, foi presenciado por três testemunhas.

Comissão de Ética
Sílvia Fernanda será julgada pela Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, criada na Câmara Municipal de São João del-Rei, no último dia 26 de agosto. Mas, dois meses já passados, nenhuma reunião aconteceu, inclusive, para tratar de demais assuntos relacionados à falta de decorro, envolvendo outros edis.
A presidente da Comissão, vereadora Rosina Pilar do Nascimento, a Rosinha do Mototaxi, recebeu, no dia 20 de outubro, 11 ofícios, encaminhados à Comissão, para apuração de falta de ética e decoro. Quando questionada sobre o início dos trabalhos, afirmou: “Você vê com a Jânia (presidente da Câmara), pois ela ficou de marcar isso”.
Por outro lado, a vice-presidente da Comissão, Jânia Costa, disse que “a Comissão não está conseguindo que a vereadora Sílvia Fernanda receba o documento, pois, segundo ela, está sem condições físicas e mentais para responder por qualquer coisa”. Com relação aos demais processos, disse que há um excesso de trabalho, “pois cada vereador está incumbido de muitos compromissos, teve as audiências públicas sobre o saneamento básico”. Mas comentou: “Como vice-presidente gostaria que isso fosse iniciado até a primeira quinzena de novembro”.

O lugar da Sílvia, que apresentou duas licenças, após uma contenda com o vereador Gilberto, deveria ser ocupado pelo seu suplente Stefânio Pires (em pé), que preferiu não assumir a função

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Add a Facebook Comment

Uma resposta para Vereadora de Minas, que quer matar animais é polêmica por Natureza

  1. Magaly diz:

    Esta mulher não tem problemas psiquiátricos, pois eles tem muito amor pelos animais. Ela é “mal resolvida” mesmo. Já olhou bem pra ela??? Nem no escuro meu kkkkkkk

Deixe uma resposta