Aprenda a interpretar as atitudes dos gatos

Pessoal, muito legal o estudo… vale ler!

(do R7)

 

O jeito de ronronar, miar, ou algumas atitudes bem comuns como fazer xixi fora do lugar e se entrelaçar às pernas do dono não são manias banais dos gatos. Pelo contrário, é nestes pequenos sinais do dia a dia que a personalidade, a carência, o afeto e as vontades dos gatos são, muitas vezes, transmitidas. Como quando eles ficam eriçados ou apontam o rabo para o alto feito antena.

Algumas manias que deixam os donos extremamente irritados, como afiar as unhas no sofá, são nada mais que meios encontrados pelos bichanos para chamar atenção e dizer: estou carente.

Entenda seu felino e aumente a confiança entre vocês.

O jeito de miar, ronronar ou mesmo alguns movimentos dos gatos estão intimamente ligados à sua personalidade ou a coisas que eles querem nos transmitir. Contudo, nem sempre tais mensagens são totalmente compreendidas pelos donos. Pensando nisso, a reportagem do R7 convidou a consultora especialista em gatos Cecy Passos para explicar os sinais mais corriqueiros. Segundo ela, quando o felino passa por entre as pernas do dono, por exemplo, ele exala um odor para marcar território, numa tentativa de demonstrar “posse”. É como se o bichano quisesse dizer “você é meu”, literalmente.

Quando os gatos esticam o rabo e os pelos ficam arrepiados, é sinal de que o bichano está se sentindo ameaçado e com muito medo. Dependendo do temperamento do felino, ele pode, até mesmo, atacar o alvo ameaçador.

Ao caminhar agachados, os felinos demonstram que estão se preparando para caçar. Além disso, nessas horas eles emitem um miado diferente, semelhante ao barulho de um grilo.

Os gatos são muito terrritorialistas e não gostam de dividir espaço, principalmente com outros felinos. Para expressar tamanha fúria, eles emitem um som arisco e mostram os dentes para o “inimigo”.

Em momentos de tranquilidade e alegria, os gatinhos têm mania de andar com o rabo em riste. Isso significa que eles estão se sentindo bem à vontade. Ao contrário dos cachorros, contudo, quando abanam o rabo não significa que se sentem felizes, e, sim, que se irritaram.

“Te adoro e estou muito contente”, é o que um gato quer dizer quando ronrona. Está aí um motivo para você ficar feliz também!

Fique atento, também, às variações do miado. Quando o som é mais ameno, é porque o gato está querendo alguma coisa, geralmente carinho ou comida. Já quando o miado atinge um tom bem agudo, é sinal de que ele viu algo estranho e quer que você o ajude.

Atitudes como fazer as necessidades fisiológicas fora do lugar querem dizer que o bichano deseja te mostrar que a caixinha de areia está suja, ou que ele está carente. Fique esperto!

Outro sinal de carência dos gatos pode ser percebido por um costume chato, mas até comum: a mania de “afiar” as unhas no sofá e nas cortinas. Não é ao acaso que eles sempre escolhem os ambientes que o dono mais tem o hábito de ocupar.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Add a Facebook Comment

Deixe uma resposta