Maus-tratos a elefantes preocupam líderes políticos

Ainda bem que estão se preocupando… antes tarde do que nunca! O problema dos elefantes é antigo. Aqui no Brasil eram maltratados em circos. As leis estaduais de diversos estados já proibem animais em circos…mas vocês não acham que deveria ser federal? Seria ´tão mais fácil e a lei teria uma força bem maior!

Enquanto isso, ficamos de olho nesses circos que, em sua maioria, apresentam-se em cidades menores de nossos estados. Seja você também um fiscal!

(do R7)

Representantes se reuniram em Nova Delhi para aprovar código de proteção

AP

Representantes de oito países com grande população de elefantes fecharam um acordo nesta semana para proteger os animais de maus tratos e caça. Participaram Tailândia, Sri Lanka, Indonésia, Índia, Botswana, Congo, Kenya e Tanzânia.

Ministros do meio-ambiente e oficiais da Ásia e da África, reunidos em Nova Delhi, na Índia, aproveitaram para fazer um convite às outras 50 nações com número pequeno de elefantes para que se juntem ao programa em dois anos para também compartilharem o código de proteção a estes animais.

Durante a reunião, foram reveladas algumas acusações de ameaças ao habitat dos elefantes, como minas explosivas, crescimento urbano desenfreado e desmatamento.

Embora as ameaças aos elefantes não sejam tão gritantes quando as que os tigres enfrentam, o rápido declínio da população preocupa líderes como o ministro do meio ambiente da Índia, Jairam Ramesh, que aponta que em menos de um século, o número de elefantes na Ásia caiu em 50%.

Político norueguês para trânsito para pata e filhotes atravessarem rua

Bom, muito legal a atitude. Mas será que se não tivessem repórters por lá ele faria isso?

não conheço o hostórico político dele, tão pouco suas ações;;; tomara que sejam verdadeiras!

(do G1)

Aves ganharam ajuda do primeiro-ministro Jens Stoltenberg.
Cena foi registrada em uma rua em Oslo, perto do palácio real.

O primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenberg, parou nesta quinta-feira (26) o trânsito de uma rua em Oslo, perto do palácio real, para ajudar uma pata e seus filhotes a atravessar a via.

Primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenberg, observa a pata e seus filhotes atravessando a rua. (Foto: Adrian Nottestad/Prime Ministers Office/Reuters)
Primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenberg, observa a pata e seus
filhotes atravessando a rua.
(Foto: Adrian Nottestad/Prime Ministers Office/Reuters)
Jens Stoltenberg com a família de patos a salvos. (Foto: Adrian Nottestad/Prime Ministers Office/AFP)
Jens Stoltenberg com a família de patos a salvos.
(Foto: Adrian Nottestad/Prime Ministers Office/AFP)

Brasileiro é flagrado em Lisboa com 30 ovos de aves amarrados ao corpo

Bio pirataria e tráfico de animais… isso já é “lugar comum” em nosso páis… e a punição? FRACA!

por isso esse tipo de crime continua sendo muito lucrativo e pouco punitivo! A culpa é de quem? Nossa, que não exisgimos mudanças nessas leis arcaicas e que com o tempo, perdem sua força!

(Do G1)

Autoridades portuguesas devolveram o suspeito a Brasília.
Ovos não tinha documentação e ficaram numa incubadora em Portugal.

Um brasileiro foi flagrado pela alfândega no Aeroporto de Lisboa tentando entrar com 30 ovos de aves sem documentação. As autoridades locais o mandaram de volta ao Brasil e ele foi recebido pelo Ibama na madrugada desta quinta-feira (26) no Aeroporto de Brasília. Ele foi multado em R$ 65 mil por transporte ilegal de fauna e remessa de material genético ao exterior.

O suspeito ainda foi conduzido à Polícia Federal para prestar esclarecimentos e deve responder a inquérito criminal por tráfico internacional de fauna.

O brasileiro tinha os ovos amarrados ao corpo. (Foto: Divulgação/Ibama)
O brasileiro tinha os ovos amarrados ao corpo.
 (Foto: Divulgação/Ibama)

Segundo o Ibama, enquanto era multado, ele confessou o crime e disse que um cidadão português o esperava em Lisboa para receber os ovos, que seriam de papagaios. Contou ainda que recebeu parte do pagamento antecipadamente, e que o restante seria quitado após a entrega da “encomenda”.

Ovo desembrulhado. (Foto: Divulgação/Ibama)
Ovo desembrulhado. (Foto: Divulgação/Ibama)

O órgão ambiental descobriu que o suspeito tem familiares que já foram autuados por crimes contra fauna no Tocantins. No momento em que ele foi flagrado em Portugal, os ovos estavam presos à sua cintura, envolvidos numa meia-calça.

Os ovos foram levados para o Zoológico de Lisboa, onde ficarão numa incubadora. Enviá-los de volta ao Brasil imediatamente seria arriscado. As aves já nascidas é que devem devolvidas posteriormente.

Segundo o Ibama, qualquer remessa de fauna ao exterior sem autorização é infração grave. Brasil e Portugal são signatários de uma convenção internacional contra o tráfico de espécies ameaçadas.