Comissão de cientistas elege as dez principais novas espécies de 2010

Pois é… no ano de 2010 da era vulgar ainda conseguimos descobrir mais de 10 novas espécieis… e quantas será que levamos a extinção???

(do G1)

Instituto da Universidade do Arizona coordenou composição do ranking.
Fungo bioluminescente descoberto no Brasil integra a lista.

Ranking elaborado por uma comissão de cientistas liderada pela Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, lista as 10 principais descobertas de espécies ocorridas em 2010.

O anúncio feito nesta segunda-feira (23) por membros do Instituto Internacional para Exploração das Espécies incluiu espécies de várias partes do mundo, inclusive do Brasil, onde pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) encontraram no ano passado fungos bioluminescentes (Mycena luxaeterna) na Mata Atlântica.

Veja galeria com imagens das espécies descobertas

cogumelo fluorescentes (Foto: Cassius V. Stevani/IQ-USP/Divulgação)
Fungos bioluminescentes encontrados na Mata Atlântica por
pesquisadores da Universidade de São Paulo entraram no ranking
das 10 melhores descobertas de 2010
(Foto: Cassius V. Stevani/IQ-USP/Divulgação)

Entre as ‘10 mais’ estão também uma sanguessuga com dentes grandes, uma bactéria que se alimenta de ferrugem (descoberta nos destroços do transatlântico Titanic, que naufragou em 1912) e um peixe-morcego no formato de panqueca.

Ainda no ranking estão uma espécie de barata saltadora, um lagarto monitor que consome frutas, um antílope africano, um grilo que poliniza uma orquídea rara, um cogumelo frutífero aquático e a maior e mais resistente teia de aranha.

grilo polinizador (Foto: Sylvain Hugel/Divulgação)
Grilo polinizador encontrado nas Ilhas Mascarenhas, no oceano
 Índico (Foto: Sylvain Hugel/Divulgação)

Três caranguejos-gigantes raros são levados a aquário na França

O Mar é realmente INCRÍVEL. A cada dia descobrimos novas espécies, é o pulmão do mundo e pouco explorado. Não conhecemos quase nada de onde viemos!

(do G1)

Três caranguejos-rei, espécie com carne cobiçada para consumo, foram entregues a um aquário na cidade de Brest, na França. Os crustáceos possuem um diâmetro de uma bacia de água e chegaram ao local na terça-feira (24).

O Océanopolis vai cuidar dos animais coletados no Mar de Bering, na parte norte do Oceano Pacífico, próximo à península de Kamchatka, na Rússia e às águas do Alasca. O caranguejo-rei de Kamchatka é uma espécie em extinção.

‘Kong’ vs ‘Crabzilla’
Atualmente, dois caranguejos disputam o “título” de maiores crustáceos do mundo. Kong, um caranguejo-gigante de 40 anos, e vive em um parque aquático de Weymouth, na Grã-Bretanha. Já Crabzilla é parte do acervo do Centro de Vida Marinha de Birmingham.

Caranguejo França 1 (Foto: Fred Tanneau / AFP Photo)

Um dos três caranguejos-rei de Kamchatka mantidos em Brest,

na França. (Foto: Fred Tanneau / AFP Photo)

Caranguejo França 2 (Foto: Fred Tanneau / AFP Photo)

Funcionária do Océanopolis, em Brest, com um dos caranguejos.

 (Foto: Fred Tanneau / AFP Photo)

Larga o OSSO Zoonit!!!

Pessoal, e eles continuam querendo manter aquele matadouro!

Não querem largar o OSSO de forma alguma… Volto a repetir, a polícia (que não demonstrou nenhuma vontade nesse caso) deveria llevar a sério o meu relatório, feito no ano passado… tem muito mais coisa que descumprimento de TAC lá…

Para quem nunca leu meus posts sobre o caso e quiser ler o TENEBROSO relato oficial das investigações, basta procurar por Zoonit aqui no site!

Zoonit… Já foi TARDE!

(do G1)

Zoológico de Niterói tenta impedir retirada de animais com nova liminar

Pedido feito na 3ª Vara Federal na sexta-feira (20) ainda não foi julgado.
Fiscais do Ibama estão em Niterói para novo recolhimento de animais.

O Zoológico de Niterói (Zoonit), na Região Metropolitana do Rio, está no meio de uma corrida contra o tempo para não ser definitivamente fechado. A administradora do Zoonit, Giselda Candiotto, espera que seja julgado ainda nesta quarta-feira (25) o pedido de liminar que impede um novo recolhimento de animais pelo Ibama. O pedido foi feito na última sexta-feira (20), na 3ª Vara Federal.

Segundo Giselda, uma equipe de funcionários do Ibama já chegou ao Zoonit para fazer a retirada dos répteis. Na quinta-feira (19), fiscais do Ibama realizaram mais uma ação de recolhimento dos animais, levando quatis e outros bichos de pequeno porte. De acordo com a assessoria do Ibama, eles serão levados para o Jardim Zoológico do Rio.

“O Ibama conseguiu a cassação da primeira liminar. Agora, aguardamos o julgamento da segunda liminar para que o zoológico não seja fechado. Se ela não for julgada logo, corremos o risco de perder nossos bichos. Seria uma maldade com a população de Niterói, que não merece ficar sem zoológico. Queremos ser ouvidos e mostrar que fizemos as obras exigidas pelo Ibama”, disse Giselda.

Notificação judicial
Segundo o Ibama, há cerca de dois meses, a 3ª Vara Federal teria notificado o Zoonit sobre o encerramento das atividades em aproximadamente 120 dias, por não ter feito as obras de adequação e reconstrução de recintos para os animais, como determinado no acordo assinado há 7 anos.

Segundo a administradora, desde outubro animais estão sendo retirados gradativamente do Zoonit. Ela negou ter recebido qualquer notificação da Justiça.

Ibama x Zoonit
Desde o início das operações de recolhimentos dos animais, o plantel do Zoonit, segundo Giselda, baixou de 530 animais de mais de cem espécies diferentes para 370 animais.

De acordo com a assessoria do Ibama, consta no texto do TAC de 2004 que o não cumprimento das exigências implicaria no fechamento do zoológico. O Ibama diz que nas vistorias técnicas feitas em 2007 e 2010 as adequações exigidas não tinham sido feitas. Além do mais, fiscais constataram falta de higiene, alimentação inadequada e em quantidade insuficiente para dar aos animais, entre outras irregularidades.

Desde outubro, depois de observar a falta de condições dos recintos, o Ibama começou a fazer a transferência dos animais, que foram enviados para instituições no Rio, em Volta Redonda, no Sul Fluminense, e em Brasília.

Segundo o Ibama, a liminar que pedia a devolução dos animais ao Zoonit, conseguida na 4ª Vara Federal, foi cassada depois que o juiz ficou sabendo que corria um processo pelo não cumprimento do TAC na 3ª Vara Federal.

Lugar de passarinho é na Antureza-Super Iniciativa ULA

Pessoal, quem me conhece sabe o quanto eu sou contrário a passarinhos em gaiolas. Durante 2 anos de combate ao tráfico, mais de 1000 pássaros foram resgatados. Dentro desse trabalho, identificamos que o maior problema é a falta de informação e de educação, que se fundamenta na desculpa CULTURAL.
Então, vamos dar o maior apoio a essa iniciativa da ULA… todos lá hein!

Só lembrando… passarinho na gaiola não canta, LAMENTA!

“Não quero a tua esplêndida gaiola! Pois nenhuma riqueza me consola de haver perdido aquilo que perdi … Prefiro o ninho humilde, construído de folhas secas, plácido, e escondido entre os galhos das árvores amigas … Solta-me ao vento e ao sol! Com que direito à escravidão me obrigas? … Por que me prendes? Solta-me covarde! Deus me deu por gaiola a imensidade: Não me roubes a minha liberdade … Quero voar! voar! … “ O Pássaro Cativo – Olavo Bilac
 

 

cartazmanifest_quebre_gaiolas

O que é?
Campanha de conscientização contra confinamento de pássaros, assim como seus problemas causais e resultantes, como a caça, tráfico, maus tratos, exploração comercial e utilização desses animais silvestres como pets. Além de estimular a revitalização e preservação de habitats naturais, para as aves viverem naturalmente para suas próprias razões.

Justificativa
A cultura de caçar pássaros ou reproduzi-los artificialmente em viveiros, está perpetuando de geração em geração. Pelas ruas da zona oeste do Rio de Janeiro, vemos bares e casas com gaiolas penduradas, e homens e crianças as carregando displicentemente pelas ruas. São os chamados passarinheiros. Eles mantêm o animal confinado para venderem, reproduzi-lo, colecionarem, exibi-lo, trocá-lo ou participar das chamadas passarinhadas.