Carta aberta aos amigos de Fabiano Jacob

Amigos queridos,

Como todos sabem, durante os anos de 2009, 2010 e parte de 2011 estive à frente da coordenação da Comissão Especial de Proteção Animal e da Comissão de Defesa do Meio Ambiente (na questão animal), ambas da Alerj. Durante esse período, tive o prazer de poder atuar por direito, no que sempre fiz de fato: proteger o meio ambiente e particularmente os animais de nosso Estado do Rio de Janeiro.

Ao longo desse período, fui capaz de realizar ações NUNCA antes perpetradas pelo LEGISLATIVO Fluminense, baseando-me no fato de que esse PODER tem por finalidades o que se segue:

1-      Legislar – Criar leis que possam vir a suprir as necessidades e anseios da população em geral e, particularmente das classes que possibilitaram a eleição do representante.

E assim foi feito. Como coordenador dessas comissões, através das ações executivas (as quais mencionarei adiante), fui capaz de tecer um entendimento profundo dos problemas ambientais de nosso Estado, entendimento esse que possibilitou a criação de diversos projetos de Lei apresentados pelo então Deputado Presidente dessas mesmas Comissões. Entre eles, destaco o PROJETO DE LEI Nº 2428/2009, que estabelece normas para a proteção de animais no Estado do Rio de Janeiro, Projeto esse provocado a partir de audiência pública que debateu os crimes de tráfico e maus tratos de animais em nosso Estado. Destaco também as indicações legislativas que solicitam ao Ministério Público Estadual a criação de Promotoria Especializada em Proteção e Defesa Animal e a direcionada ao Governador Sérgio Cabral, solicitando a criação da Subsecretaria de Proteção e Defesa Animal, ligada a Secretaria de Estado do Ambiente.

2-      Atuar de forma Executiva – Grande parte da população desconhece essa função do legislativo. Como fiscais do executivo, cabe aos representantes eleitos pela população fiscalizar e atuar em conjunto com o Poder Executivo.

Tendo analisado como maior dos problemas a falta de vontade política de nossas autoridades executivas, promovi ações com a finalidade de estudo de campo, bem como forma de cobrar a atuação desse mesmo executivo. Foram várias feiras fiscalizadas que promoviam tráfico e maus tratos a animais, contrariando leis municipais, estaduais e federais. Apuração de denúncias que levaram a Justiça dezenas de criminosos, culminando com a mais severa pena promulgada pelo judiciário a uma proprietária de “fábrica de filhotes” em nosso Estado. Fiscalizei e denunciei casos como a Fundação Zoonit (que atualmente encontra-se em processo de encerramento pelo IBAMA), indo de ações Macro às micro, como resgate de animais em residências particulares.

Foram tempos profícuos para a proteção animal e ambiental de nosso Estado. Mais de 2.000 animais retirados de situação de tráfico e maus tratos, mais de 30 pessoas detidas em ações dessas comissões, o fechamento de fábricas de filhotes, a realização de Fóruns de Debates e, para a minha satisfação, absolutamente todas as denúncias recebidas foram apuradas.

Por razões alheias a minha vontade, com a nova legislatura iniciada em Fevereiro de 2011, as referidas comissões mudaram de mãos ou foram esquecidas, culminando assim com a minha saída do cargo que, por ser NOMEADO e não eletivo, não me pertencia, mas ao político eleito pela população.

Tenho acompanhado o retrocesso que tivemos nas causas ambientais e particularmente na causa animal em nosso Estado querido. Como escutei certa vez, especialmente sobre a cidade do Rio de Janeiro, moramos na cidade em que o mundo inteiro adoraria passar suas férias. Somos abençoados pela Mata Atlântica, pelas mais belas praias, que até mesmo foram tema de músicas célebres.

Possuímos uma Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais que NADA FAZ, uma secretaria de Ambiente Estadual que fiscaliza rotineiramente ligações clandestinas de esgoto, que derivam de condomínios e shoppings na Zona Oeste, aparece em Telejornais, mas na verdade nada resolve. As ligações continuam lá, poluindo todo o sistema de canais da Zona Oeste e acabando com o bioma dessa região. E diga-se claramente, pouco ou NADA faz em favor de nossos animais.

E a culpa disso tudo é de quem?

É NOSSA!

Costumeiramente os amigos que me acompanham escutam-me comentar sobre nossa falta de comprometimento político, nossa “amnésia do voto”. Quando não pesquisamos sobre o histórico de nossos representantes, nos esquecemos de cobrar de quem depositamos nossa confiança na hora de delegar o poder. Sim, e não me excluo desses que, por confiança ou ingenuidade também já foram enganados!

Diante dessa certeza, me questionei sobre o que fazer?  Continuar denunciando, reclamando, reivindicando como uma das poucas vozes que fazem eco com alguns “malucos militantes da causa ambiental” ou fazer algo REALMENTE efetivo?

Como nunca fui homem de me excluir, me senti na OBRIGAÇÃO de fazer mais, fazer muito mais. Durante muito tempo fui avesso a idéia de exercer um cargo político direto, principalmente por acreditar na individualidade de ações, mas hoje, diante do panorama sofrível em que se encontra a causa ambiental, repensei minhas posturas.

Motivado pelas ações de passado e presente e, principalmente pelas perspectivas futuras, recebi com honra um convite diretamente do Vice Presidente e Secretário Estadual de Organização do Partido Verde, Roberto Rocco, para compor a chapa de candidatos a Vereador pelo Município do Rio de Janeiro.

Assim sendo, anuncio a todos os amigos minha pré-candidatura a vereança pelo Partido Verde.

Como já explicado anteriormente, tal decisão se deve principalmente a vontade de fazer mais, muito mais, pelo PV ser um dos poucos partidos que ainda se compromete com a causa ambiental e pelo convite direto de alguém em quem confio e admiro.

Não pretendo pedir o apoio, ou contar com a Defesa Animal. Isso já é pedido regularmente por diversos candidatos que, a cada eleição aparecem do nada (ou são conhecidos) e nunca se elegem.

Quero sim, o apoio de todos os amigos que acreditam em meu trabalho e seriedade, de todos aqueles que de alguma forma possa ter ajudado ao longo desses anos de militância.

Além disso, também tenho recebido o clamor de algumas classes com as quais sempre fui comprometido, dentre elas a de Segurança Pública, entidades de defesa da infância e de idosos, além é claro, de dezenas de defensores da causa ambiental e animal que vinham me cobrando essa postura.

E por que eu seria merecedor de sua confiança?

Primeiramente pelo meu histórico de vida e de ativista. Não sou mais um daqueles que promete o que não pode cumprir, seja por má índole ou por puro desconhecimento dos processos legislativos. Meu passado e meu presente como defensor do meio ambiente, de respeito aos idosos e crianças, do amor pelos animais, demonstram o quanto eu já realizei. Meu conhecimento dos trâmites legislativos e mais, do que posso realizar com o poder investido por você, meu amigo, são fortes qualidades.

Não farei promessas como uma maioria de políticos, ao contrário, registro aqui COMPROMISSOS. A diferença principal entre promessas e compromissos reside no fato de que uma promessa pode vir a não se cumprir, seja por falta de caráter de quem promete, seja por impossibilidade. Já um compromisso independe de terceiros, é um ato particular que só pode ser feito com conhecimento de causa e verdade.

Meus compromissos com você, meu amigo:

Aproveitando da experiência junto ao legislativo, complemento essa “carta aos amigos” com os seguintes compromissos:

– Sempre legislar em prol da causa ambiental, dos animais, dos idosos e das crianças, voltando todos os esforços a satisfação dos anseios da população com referência a essas causas particulares. Causas essas tão negligenciadas por uma maioria de homens públicos, única e simplesmente porque essas classes não possuem o “poder” do voto.

– Meu gabinete será EFETIVAMENTE da população, como deveriam ser todos os gabinetes legislativos. Para tanto, desde o primeiro dia de mandato, teremos as seguintes estruturas à disposição da população:

a) Coordenação de Defesa Animal – Essa coordenação será formada por ativistas de amplo conhecimento e de história reconhecida de amor e respeito à causa animal. Será uma coordenação aberta a todos os defensores da causa. Criada para receber e apurar denúncias de maus tratos no Município do Rio de Janeiro,  análise e providências de assuntos relacionados a animais.

b) Coordenação de Bem Estar Animal – A experiência me mostrou que um homem público pode fazer muito, independente de seus pares. Essa coordenação será composta de veterinários e, já no primeiro mês de mandato teremos um “castramóvel”, com 2 veterinários e 1 ajudante que estarão diariamente em pontos estratégicos das 33 regiões administrativas, realizando consultas, primeiros socorros e castrações. Também haverá um acompanhamento e aconselhamento jurídico junto a essa equipe. Temos a honra de contar com o Dr. Jorge Lobo como coordenador dessa estrutura, profissional este que fundou e dirigiu o canil da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro por diversos anos.

c) Projeto Lar “Cão” Amor – Aumentar meu atual projeto de Lares Temporários, subsidiados por parcerias com empresas particulares, onde o Lar não terá qualquer tipo de despesa até a adoção definitiva do animal, restando ao doador do espaço apenas a obrigação de dar carinho e atenção aos animais sob sua guarda.

d) Coordenação de Defesa Ambiental e das Águas – Formada por experts em questões relacionadas a águas doces e oceanos, essa coordenação terá a responsabilidade de fiscalizar, e acompanhar nossos rios, lagos, lagoas e faixa costeira. O combate a pesca predatória e a destruição do ambiente aquático e de seus seres será a tônica das ações.

e) Coordenação de Defesa da Criança – Nos mesmos moldes da coordenadoria de Defesa Animal, só que voltada completamente à garantia e fiscalização dos direitos fundamentais da criança de nossa capital estadual.

f) Coordenação de Defesa do Idoso – Tanto quanto nas causas defendidas pelas 2 coordenações anteriores, os direitos de nossos idosos são diariamente desrespeitados em nossa cidade. Essa será uma coordenação combativa e atuante, fiscalizadora da garantia desses direitos.

– Meu gabinete será também ITINERANTE. 1 dia da semana estarei pesquisando as necessidades da população  de cada uma das 33 regiões administrativas de nosso município.

-Todas as indicações de verbas serão sempre direcionadas as causas defendidas e mencionadas anteriormente.

Bem, existem dezenas de outras atitudes Legislativas e Executivas que pretendo tomar e que são únicas em nosso município, talvez até em comparação a qualquer outro município da federação. Mas essa carta tem o intuito apenas de justificar e apresentar aos meus amigos a minha pré-candidatura. Com o tempo, certamente trarei todas as propostas ao conhecimento daqueles que estarão na torcida e engajados no processo.

Quero ainda esclarecer que, tais quais minhas ações passadas em favor de animais e de nosso meio ambiente se deram por puro amor e dedicação a esses maravilhosos seres, as atuais e futuras também assim se  darão. Motivadas por sentimentos únicos e verdadeiros, não estando quaisquer delas vinculadas a necessidade de apoio político ou de comprometimento com a meta eleitoral pelos amigos ou instituições que sempre ajudei e continuarei a trabalhar.

Por hora, fica meu abraço e o agradecimento dos amigos que tanto torcem por mim e particularmente pelas causas que defendo.

Fabiano Jacob

Veja fotos fofas de livro só com recém-nascidos (humanos ou não)

Muito lindas as fotos… vale conferir!

(do R7)

A fotógrafa neozelandesa Rachael McKenna, famosa por trabalhar com quem acabou de nascer, resolveu reunir pela primeira vez seus modelos favoritos no mesmo trabalho. Espie só!

Nas páginas da publicação, que chega ao Brasil com o preço de R$ 39,90, não há espaço para adultos – humanos ou não

Milhares vão à festa de aniversário da elefanta Koala no Rio de Janeiro

Prá quem não conhece a história da koala, ela foi comprada de um circo, onde sofria maus tratos… é uma figuraça!

Apesar de não gostar de Zoológicos e acreditar no modelo de Santuários, para quem for ao Zoo do RJ, visitar a koala é OBRIGATÓRIO!

Parabéns por mais um ano de vida!

 

(do R7)

No melhor da sua exuberante forma, pesando 3,5 toneladas – 10% menos que no ano passado -, a elefanta indiana Koala vai comemorar, no próximo sábado (28), seus 43 anos de vida. A festa vai acontecer na Fundação Rio-Zôo, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. Além da aniversariante, as crianças que comparecerem ao zoológico receberão bolo e brindes.

Como convém à estrela do dia, Koala vai ganhar um banho de beleza. O tratador Djalma Amorim vai providenciar uma bela ducha com xampu especial e escovão. Como num spa, o serviço vai ser completo. A elefanta terá até as orelhas limpas por um cotonete gigante.

Todo aniversário tem bolo. E o de Koala não vai ser diferente. Ela vai ter bolo especial feito com capim, alface, banana e maçã. Inteirinho para a elegante paquiderme, que há 15 anos habita um recinto no zôo. Koala foi comprada do extinto Circo Garcia.

Os visitantes que forem prestigiar o aniversário de Koala terão ainda uma atração especial. Integrantes da tribo indígena pernambucana Fulni-ô – que quer dizer povo da beira do rio – vão contar histórias com as lendas da tribo que falam sobre elefantes. Eles também vão reproduzir uma dança que imita o movimento dos animais.

O jardim zoológico do Rio funciona de terça a domingo, das 9h às 16h30. Crianças com até 1,16m de altura entram gratuitamente. O ingresso para adultos e crianças custa R$ 5 e para estudantes a entrada custa R$ 2,50, com a apresentação da carteirinha com retrato.

Cachorro maltratado desperta interesse por adoção

Vocês se lembram do caso criminoso que publicamos na sexta feira? Do adestrador que espancava os animais em Campinas?
Então, o pastor alemão que apareceu nas fotos e que era a vítima no momento do flagrante, já tem fila de adoção… eu particularmente acho bacana, mas gostaria realmente que as pessoas pudessem ter a consciência de que existem MILHARES de judiados, que passaram por maus tratos idênticos e muitas das vezes PIORES e que precisam também de adoção…
Adotar essas “celebridades” momentâneas, criadas à partir do poder da comunicação globalizada de hoje em dia é um fenômeno corriqueiro… adotar é tudo de bom, seja o animal famoso ou não… no final, todo adotado acaba se tornando o ASTRO da casa!

(do RAC)

Indignados com o flagrante de pastor alemão espancado, campineiros se dispõem a levar para casa o animal

A história do pastor alemão que foi salvo pela polícia de Campinas no momento em que era espancado por um adestrador causou comoção e muita gente já se dispôs a adotar o animal.

Nesta sexta-feira (20), diversos leitores, indignados com os maus-tratos, entraram em contato com o Grupo RAC, por telefone, interessados na adoção do cachorro.

O flagrante da agressão aconteceu nesta quarta-feira (18), quando policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) passavam pela Avenida São José dos Campos, no Jardim Nova Europa, em Campinas, e viram o proprietário do centro de adestramento e locação Cães em Férias, Paulo Fernando Correia, de 41 anos, dando chicotadas no cão. O animal estava amarrado a um poste.

Correia foi levado à delegacia, junto com dois funcionários. Após registro do caso, ele foi liberado e irá responder em liberdade pelo crime de maus-tratos. Na tarde desta sexta (20), Correia foi procurado pela reportagem, mas não quis se manifestar.

Uma funcionária do centro Cães em Férias disse apenas que não existe agressão contra animais no local. “Aqui não se bate em cachorro”, afirmou. A atendente negou que os policiais tenham flagrado a agressão.

A delegada Rosana Vescovi Mortari, da Delegacia de Proteção aos Animais de Campinas, confirmou que todos os 25 cães que estavam na sede onde o pastor alemão foi espancado irão para adoção. Ela afirmou que há denúncias graves contra o dono do centro de treinamento. “Há relatos de que eles praticavam eutanásia e que já mataram cachorros por espancamento”, disse. Para adotar um dos cães basta ligar para a delegacia, no telefone (19) 3254-2633.

Outros animais, abandonados e vítimas de maus-tratos também podem ser adotados em Campinas, de quarta-feira a domingo ocorre no Galleria Shopping, das 11h às 19h, na loja Cobasi.

No shopping D. Pedro, a feira vai de sexta a domingo, na loja Pet Center Marginal, no mesmo horário. A Associação Amigos dos Animais de Campinas (AAAC) e a União Protetora dos Animais (UPA) também têm animais para doação nos sites www.aaac.org.br e www.upanimais.org.br