Cães da PM que morreram em serviço são cremados com honras em BH

Em memória a esses bravos defensores da Lei.

Apesar de não escolherem essa “profissão”, do treinamento puxado, da dedicação “canina” a instituição policial, sempre nos choca uma notícia como essa.

Que esses bravos heróis não sejam esquecidos e que permaneçam na memória de cada policial militar do Estado de Minas Gerais!

Um Guerreiro não morre nunca, apenas adormece! Durmam bem Lyon e Dox!

 

(do G1)

Esta foi a primeira vez que a PM de Minas realizou uma cremação de cães.
Polícia quer criar uma galeria de heróis.

Dois cães policiais, que morreram durante uma operação policial em Ribeirão das Neves, na Grande BH, foram cremados na manhã desta sexta-feira (20). A cerimônia contou com a presença de dezenas de militares da 1ª Companhia de Missões Especiais, de Contagem. Os cachorros, da raça pastor alemão, Lyon e Dox receberam honras militares por morrer em serviço. Eles foram baleados por criminosos durante uma fuga.

Cães mortos em serviço são cremados com honras militares em Minas. (Foto: Heloísa Mendonça)
Os cães Lyon e Dox foram cremados com honras militares
em Minas. (Foto: Heloísa Mendonça/G1)

Segundo a polícia, os cães são treinados desde filhotes para o cargo e são considerados oficiais da PM. Cada animal possui um condutor, um militar que se torna o companheiro do cachorro.

Um dos oficiais mais comovidos na cerimônia era o condutor do cachorro Lyon, há três anos, sargento Wellys Lucindo. Ele não conseguiu conter as lágrimas na hora da despedida. “É a mesma coisa que perder um familiar. Sabemos que eles são treinados para isso, que são como kamikazes, mas não estamos preparados para perdê-los”. Durante a cerimônia, Wellys relembrou com os companheiros o ótimo desempenho do cão em várias operações.

Cães mortos em serviço são cremados com honras militares em Minas. (Foto: Heloísa Mendonça/G1 MG)
Militares da 1ª Companhia de Missões Especiais, de
Contagem, fizeram uma homenagem aos cães.
(Foto: Heloísa Mendonça/G1 MG)

O subtenente Edmar Geraldo dos Santos explicou que eles precisam ser homenageados já que morreram no lugar dos policiais. “Todo o treinamento do cão é para preservar a vida do policial e do bandido. Os animais são treinados para atingir pontos não vitais. Eles apenas imobilizam um suspeito até que um policial possa efetuar a prisão”, disse.

Está foi a primeira vez que a PM de Minas realizou uma cremação de cachorros. Segundo a polícia, antes, os animais eram enterrados em um cemitério. De acordo com o subtenente Edmar, a idéia agora é criar uma galeria de heróis. “Todo cão que morrer no embate será cremado e as cinzas serão guardadas em um mesmo local”, afirmou.

O veterinário Fernando Pinto Pinheiro, que cuidava dos animais, disse que Dox já estava se preparando para a “aposentadoria”. “Os cães têm um período de oito anos de serviço policial, mas como o Dox estava com um problema articular, com uma displasia femoral, mesmo sem completar todo o serviço, ele seria retirado da atividade. Independentemente do que ele produz de benefício, o que importa é a saúde”, disse.

As cinzas dos cachorros foram levadas para o canil onde eles moravam. Depois da cerimônia, os policias seguiram para a Companhia de Missões Especiais para uma solenidade em homenagem aos cães.

Caso
Os dois animais foram mortos nesta terça-feira (17) durante uma perseguição a quatro homens suspeitos de manter uma família refém em Sete Lagoas. Os criminosos fugiram e dois deles se esconderam em um lago em Ribeirão das Neves. Um dos suspeitos foi descoberto pelos cachorros. Logo em seguida, outro criminoso baleou os animais. Dois homens foram presos na operação policial, e outros dois continuam foragidos. De acordo com a PM, as investigações estão em curso.

 

Adestrador espanca cachorro e vai parar na delegacia

Pessoal, é impressão minha ou nos últimos tempos, os casos de ABUSOS ABSURDOS contra animais tem crescido? Ou será a imprensa que começa finalmente a dar importância ao assunto?

Olha, eu já acharia um absurdo alguém espancar um cão, ainda mais um adestrador e mais, que parece usar esses cães como moeda comercial…

Sinceramente, eu não acho que o RJ seja o melhor lugar do mundo, mas hoje eu agradeço MUITO por não morar em Campinas, porque se assim fosse, possivelmente eu estaria preso hoje por agressão a esse sujeito. Afinal, como diz aquela velha fala de cinema americano: “por que você não bate em alguém do seu tamanho?”

Que fique aqui bem registrado o nome desse COVARDE NOJENTO: Paulo Fernando Correia

 

(Do RAC)

Pastor alemão que estava sendo agredido no momento do flagrante policial
(Foto: Hélio Pavan/Divulgação)
Paulo Fernando Correia, 41 anos, foi detido e levado para a delegacia do Setor de Proteção aos Animais e Meio Ambiente de Campinas
(Foto: Leandro Ferreira/AAN)

 

O dono do centro de adestramento e locação Cães em Férias, Paulo Fernando Correia, 41 anos, foi detido e levado para a delegacia do Setor de Proteção aos Animais e Meio Ambiente de Campinas, na tarde desta quinta-feira (19), após ser flagrado por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) batendo em um pastor alemão com um chicote de couro no interior do estabelecimento no Jardim Nova Europa.

Segundo o investigador do Setor de Furtos e Roubos de Veículos da DIG, Helio Pavan, a equipe passava pelo local, na Avenida São José dos Campos, quando ouviu o que parecia ser gritos. ‘Pensamos que podia ser um assalto e quando chegamos vimos ele dando chicotadas nas costas e nas ancas do cão que estava amarrado a um poste e os dois funcionários ao lado, assistindo e rindo’, contou.

Segundo os policiais, no momento da abordagem havia um outro pastor no local e a suspeita é de que ele também tenha sido vítima de agressão.

No interior do centro, haviam cerca de 25 cachorros de grande porte, entre rottweilers, pastores, são bernardo e mastim, separados em baias. Segundo a delegada, Rosana Vescovi Mortari, foi constatado que o espaço destinado aos cães era inadequado, que as baias eram pequenas, a limpeza precária, não havia água para os cachorros, nem isolamento no chão contra o frio ou contato com a urina. ‘Haviam cerca de 25 cachorros de grande porte, todos em situação de maus tratos. Além disso, até as gaiolas usadas para o transporte em carros eram extremamente pequenas para cães daquele porte’, afirmou a delegada. Um veterinário e uma equipe de peritos foram acionados ao local.

Correia e os funcionários E.R.S., 28, e J.J.S., 24, foram levados para delegacia onde foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência. Eles responderão em liberdade pelo crime de maus tratos contra animais, cuja pena, segundo a delegada, é de três meses a um ano de reclusão.

Um chicote e um cacetete de couro usado para bater nos cães foram apreendidos pela polícia. Os cachorros também foram apreendidos, mas ficarão depositados no local – isto é o dono não poderá dispor dos animais – até que seja encontrado um espaço adequado para levá-los, em virtude da quantidade de cachorros. ‘Também temos, ao que parece três cães de outros donos que estavam ali para serem adestrados e, nesses casos, os proprietários serão chamados na delegacia, ouvidos e os cachorros entregues para eles’, explicou Rosana.

Segundo a delegada, já havia denúncias contra o local de maus tratos que estão sendo investigadas. ‘Esse caso não vai parar por aqui. Temos denúncias que já estão sendo apuradas. Hoje (19/05) ocorreu uma coincidência de a equipe estar passando pelo local e ver o cão sendo agredido’, explicou.

Segundo ela, a empresa está com alvará vencido desde 2008 e não possui permissão para a guarda de cães no local. De acordo com a delegada, será encaminhado para a prefeitura e órgãos competentes ofícios a respeito do alvará vencido. A Agência Anhanguera esteve no centro, mas ninguém quis comentar o caso.

 

Vereadora de Minas, que quer matar animais é polêmica por Natureza

Pois é pessoal,

Começamos a pesquisar a vida dessa senhora e chegamos a conclusão que ela é polêmica por natureza.
Primeiro ela cria uma situação com um de seus pares e é acusada de racismo… que aliás, torço para que dê em açguma coisa e essas “senhora” tenha seu mandato caçado! Pois essa certamente será a maior punição para ela, que se acha DIVINA!
Daí ela inventa claramente uma doença, só para tentar evitar o processo… daí, para não ter que ceder a vaga ao suplente, ela volta ao “trabalho” e prá que? Prá fazer mais uma M…, dessa vez contra os animais.

Sinceramente? Deveria ser necessário um exame psicotécnico para que a pessoa pudesse se candidatar!

Vejam abaixo a reportagem do site Folha das Vertentes

Vereadora Sílvia Fernanda prorroga licença médica

A vereadora Sílvia Fernanda de Almeida (PMDB) apresentou, na sessão do dia 20 de outubro da Câmara Municipal de São João del-Rei, um atestado médico pedindo seu afastamento, por mais 30 dias, das atividades legislativas. Duas licenças já foram solicitadas pela vereadora desde o dia 20 de agosto último, quando ocorreu uma contenda com o vereador Gilberto Luiz dos Santos, do Caminhão do Lixo (PT), que a tem acusado de racismo. O fato tomou grande repercussão, inclusive na imprensa estadual.
Segundo o vereador Gilberto, Sílvia Fernanda o teria chamado de “macaco”, em referência à sua cor negra e, ainda, por cima proferiu, à sua pessoa, palavras ofensivas.
De acordo com a assessora da vereadora, Mercês Vivian Santana, “Sílvia Fernanda está de licença médica, impossibilitada, por enquanto, de mexer com questões políticas e tratar sobre esse assunto”.

O suplente
A presidente da Câmara Municipal, Jânia Costa Pereira da Silveira (PTB), informou que já convocou o suplente da vereadora Sílvia Fernanda, o atual secretário municipal de Governo, Articulação Comunitária e Esporte, Stefânio Rodrigues Pires, que tem até 15 dias, a partir da apresentação da licença, para assumir a vereança. Em entrevista a este jornal, ele informou que não assumirá, “pois terei que ser descompatibilizado da Secretaria e não tenho como largar os projetos em andamento, tais como Minha Casa Minha Vida, campeonatos esportivos e finalização da quadra da Biquinha”.
De acordo com Jânia Costa, caso ele não aceite, o segundo suplente, o conhecido Jair do Correio (PMDB), será convocado.

O fato
Segundo o Boletim de Ocorrência (BO) 16025, no dia 20 de agosto último, o vereador Gilberto afirmou que, por volta de 10h15min, se encontrava nas dependências do Departamento Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Damae), quando chegou a vereadora Sílvia Fernanda. Segundo ele, ao brincar com o cachorro da vereadora, o mesmo começou a latir. Motivo pelo qual Sílvia Fernanda o “chamou de macaco, dizendo que não era para o mesmo encostar a mão no cachorro dela, além de “fdp” e de proferir palavras de baixo calão”. Além disso, ela se virou para um outro cidadão e disse que “não gostava de preto”. O fato, segundo o vereador Gilberto, foi presenciado por três testemunhas.

Comissão de Ética
Sílvia Fernanda será julgada pela Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, criada na Câmara Municipal de São João del-Rei, no último dia 26 de agosto. Mas, dois meses já passados, nenhuma reunião aconteceu, inclusive, para tratar de demais assuntos relacionados à falta de decorro, envolvendo outros edis.
A presidente da Comissão, vereadora Rosina Pilar do Nascimento, a Rosinha do Mototaxi, recebeu, no dia 20 de outubro, 11 ofícios, encaminhados à Comissão, para apuração de falta de ética e decoro. Quando questionada sobre o início dos trabalhos, afirmou: “Você vê com a Jânia (presidente da Câmara), pois ela ficou de marcar isso”.
Por outro lado, a vice-presidente da Comissão, Jânia Costa, disse que “a Comissão não está conseguindo que a vereadora Sílvia Fernanda receba o documento, pois, segundo ela, está sem condições físicas e mentais para responder por qualquer coisa”. Com relação aos demais processos, disse que há um excesso de trabalho, “pois cada vereador está incumbido de muitos compromissos, teve as audiências públicas sobre o saneamento básico”. Mas comentou: “Como vice-presidente gostaria que isso fosse iniciado até a primeira quinzena de novembro”.

O lugar da Sílvia, que apresentou duas licenças, após uma contenda com o vereador Gilberto, deveria ser ocupado pelo seu suplente Stefânio Pires (em pé), que preferiu não assumir a função

Bode faz a alegria de caminhoneiros em posto fiscal

MUITO LEGAL!
Que bom que o pessoal trata bem do bichinho! Viva o Bode Xexéu!

(do R7)

Se é verdade que tem bicho que parece gente, o que dizer deste bode que, na divisa de Alagoas com Pernambuco, no posto fiscal onde os caminhoneiros aguardam o despache das mercadorias, age como se fosse um funcionário?

O animal tem feito a alegria dos funcionários e caminhoneiros que passam pelo local. E, para agradá-lo, adivinhe, basta lhe entregar um pedaço de papel.

Batizado de Xexéu, o bode é o xodó dos motoristas, conta um deles. Ninguém mexe com ele, só para brincar, é claro! Olha só que figura!

Aluguel de cães causa polêmica no interior de SP

Mais um absurdo de quem vê animais como objetos apenas. Já estava sabendo dessa prática em SP, tanto que, pouco antes de saír da Alerj, estava criando um projeto de Lei que viesse a proibir a prática no RJ.
Algo tem que ser feito em SP sobre esses casos. Animais não são armas, animais não são objetos que deverão servir ao bel prazer de humanos!

(do R7)

Animais são submetidos a péssimas condições e abandono

Uma nova prática tem causado polêmica em Ribeirão Preto, interior do Estado de São Paulo.

Em diversos jornais e sites, empresas anunciam cachorros de aluguel para reforçar a segurança de construções e festas. Entretanto, as situações a que esses bichos são submetidos não são nada seguras nem tampouco saudáveis.

Por apenas R$ 420 por mês, os donos levam os cachorros de São Paulo até a cidade. Junto com os bichos, os responsáveis mandam apenas um saco de ração. Eles não garantem a segurança dos locatários e, principalmente, dos animais.

Muitos desses bichos, ao serem alugados, passam a ser mal alimentados e acomodados, já que o valor estimado para manter um cão de guarda, com todos os cuidados necessários – vacinação, alimentação e higiene – gira em torno de R$ 750 mensais.

Há ainda casos de cachorros que permanecem 24 horas por dia amarrados.

Após tanta polêmica, a advogada Viviane Alexandre acionou o Ministério Público, solicitando a regulamentação do serviço, uma vez que a prática atual tem colocado em risco a segurança e bem-estar do animal.

Entenda o caso no vídeo abaixo.

Vídeo de gatinho ‘fumante’ faz sucesso na internet

Pois é… o cigarro é um vício horrível… e faz vítimas diariamente.

Esse Jovem gatinho, já viciado, luta pelo último cigarro! KKK Muito bom o vídeo.

Vídeo já superou o 1,29 milhão de acessos.
Felino tenta impedir dono de tirar cigarro de sua boca.

Um vídeo que mostra um gatinho tentando impedir seu dono de tirar um cigarro apagado de sua boca faz sucesso na internet. O felino tenta várias vezes arranhar o homem quando ele tenta tirar o cigarro. O vídeo publicado no dia 9 de maio no site “YouTube” já superou o 1,3 milhão de acessos, segundo o site de notícias belga “Vandaag”.