Você sabe socorrer seu Animal em caso de acidentes?

Então, segue uma compilação de primeiros socorros… mas lembre-se, assim que possível, levar seu amigão direto ao um Vet de confiança!

 

Qual deve ser o primeiro passo para socorrer um cão que quebrou a pata?
Use uma focinheira ou amarre o focinho com uma corda. Afinal o animal estará sentindo fortes dores e, mesmo sendo seu amigão, poderá vir a mordê-lo, atrapalhando assim seus primeiros socorros.

Como transportar o animal com a pata quebrada?
Arraste uma tábua para debaixo do bicho bem devagar. Tal qual humanos, permitir que a área afetada seja muito “movida” pode trazer prejuízos para a melhora da mesma.

Em caso de envenenamento, o que fazer?
Lavar a boca do animal com muita água. Assim você estará retirando resíduos do material venenoso. Se souber o que o animal ingeriu, leve uma maostra ao Vet imediatamente.

Se o pet se afogar você deve
Deitar o animal de lado com a cabeça mais baixa que o corpo. Isso forçará a água a saír do pulmão de seu pet.

Se uma aranha morder o animal
Coloque uma luva cirúrgica e massageie de leve o local da picada. Espalhando o veneno. Isso mesmo, normalmente aranhas facilmente encontradas no ambiente não possuem veneno o bastante para matar seu pet. Assim ele absorve e elina mais rapidamente.

Se seu pet tiver uma convulsão, como agir?
Aproxime-se por trás e coloque uma almofada sob sua cabeça. Não há muito mais a fazer que proteger a cabeça de seu animal. Lembre-se que ele pode morder nesses momentos, mesmo sendo o mais dócil em estado normal.

O que fazer se o seu pet se engasgar?
Levante as patas dianteiras e abra-as. Isso facilitará a respiração de seu animal.

Se seu cão ou gato tiver febre
Molhe todo o animal com água fria. Animais normalmente absorvem a temperatura a que são expostos com maior velocidade.

Se cair um corpo estranho no olho do pet
Lave os olhos com água corrente. Lembre-se, tentar retirar manualmente ou com outros objetos poderá causar uma lesão maior no animal, além do risco daquela mordida.

Em casos de queimadura
Lave a lesão com soro fisiológico. Nada mais que isso… e leve ao Vet imediatamente.

 

“Compilado do R7”

É muito importante ficar ligado nos lugares em que seu pet anda enfiando o focinho. Muitas vezes, a curiosidade pode terminar mal. Animais bagunceiros engolem moedas e brinquedos e até bebem produtos de limpeza. O quintal de casa e o potinho da ração e da água não são suficientes para aqueles que gostam mesmo é de aprontar.

São muitos e bem diferentes os exemplos de acidentes. Segundo a veterinária Tamara Leite Cortez, do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) da cidade de São Paulo, caso um animal caia em um bueiro, é possível acionadar a instituição ou o Corpo de Bombeiros para resgatá-lo. Mas a obrigação legal de providenciar tratamento fica com o proprietário do bicho.

É importante lembrar que as pessoas não devem mexer em animais estranhos que estejam machucados, pois podem ser mordidas ou arranhadas. O CCZ realiza a remoção de animais atropelados – e também dos doentes em estado terminal – encontrados em vias públicas. Isso ocorre quando é constatado que a vítima (cão, gato, cavalo, boi, cabra, ovelha, porco, entre outros) está em sofrimento.

A entidade não realiza atendimento veterinário e não recolhe animais que estejam doentes para tratamento. Nesses casos, os responsáveis devem procurar um especialista, conforme a Lei 13.131/01.

Socorro de um comilão

Nos casos de envenenamento por produtos de limpeza, não é uma boa ideia provocar o vômito. Ao ser engolido, o produto queima a mucosa que recobre alguns órgãos do aparelho digestivo, por isso, se o bicho devolvê-lo pela boca, a queimadura será em dobro.Ainda assim, o bicho corre o risco de aspirar o produto e tornar o problema mais complicado, pois toda a química pode se  alojar no pulmão. O mais aconselhável, segundo o professor Luiz Henrique Araújo Machado, do conselho de medicina veterinária da Unesp (Universidade Estadual Paulista),é correr com o bicho para o veterinário.

Quando a mascote engolir um corpo estranho, como uma moeda ou um brinquedo, nada de pânico. Espere para saber se ele continua bem. Caso o bicho não reclame, a opção é levá-lo ao veterinário para avaliar qual foi o objeto engolido e qual o melhor modo para tirá-lo (cirúrgico ou pelo trânsito normal do organismo).

Segundo o Machado, o grande problema é quando o objeto fica travado na traqueia.

– Vale tentar, imediatamente, apertar o tórax do animal para que o ar saia do pulmão de uma vez só. Isso ajuda a expelir qualquer objeto. Se não der certo e o animal continuar sufocando, é preciso correr para o veterinário.

Susto maior

Situação ainda mais grave é quando o pet tem uma convulsão. Durante a crise, o animal não reconhecerá o dono nem terá consciência do que se passa. Em geral, esses episódios têm curta duração. A melhor coisa a fazer, ensina o professor, é esperar.

– Se o momento se prolongar demais, é preciso tentar se proteger da boca do animal. Nada de tentar abri-la. O bicho pode fechar a mandíbula e não abrir mais.

Atenção aos bichanos

Já entre os bichanos, um problema comum são episódios asmáticos de uma hora para a outra. A indicação de Machado, mais uma vez, é manter a calma.

– Normalmente, o dono do animal não tem em casa nenhum medicamento que possa ajudar. Depois que a crise do gato passar, é preciso marcar uma consulta com um veterinário.

Curiosidades sobre o mundo animal

1. Os três nomes mais comuns de cães são: Lady, King e Duke.

2. A maioria dos animais e plantas adaptam-se ao meio que os rodeia. Os castores fazem exactamente o contrário, eles alteram o ambiente de acordo com as suas necessidades. Constróem lagos e barragens para proteger as suas tocas que têm entradas subaquáticas.

3. Para onde vão os morcegos quando chove? Na América do Sul há uma espécie de morcegos que constrói tendas com as folhas das árvores.

4. Os mosquitos causaram mais mortes do que todas as guerras juntas.

5. Um pequeno morcego castanho consegue apanhar cerca de 600 mosquitos em uma hora.

6. A maioria dos pássaros constrói ninhos novos todos os anos. A águia careca acasala para a vida toda e constrói apenas um ninho, o qual vai ampliando todos os anos. Alguns ninhos pesam quase uma tonelada.

7. Os espinhos dos porcos-espinhos estão cobertos por antibióticos. Isto ajuda-os porque é comum eles picarem-se nos seus próprios espinhos.

8. O recorde de tempo de voo de uma galinha é de 13 segundos.

9. O orgasmo do porco dura 30 minutos.

10. A formiga levanta 50 vezes o seu peso, e puxa 30 vezes o seu próprio peso.

11. A pulga salta 350 vezes a sua altura, o que equivale a uma pessoa dar um pulo de uma altura igual à largura de um campo de futebol.

12. Alguns leões copulam 50 vezes por dia.

13. Neste exacto momento há mais de 100.000.000 de microorganismos alimentando-se, reproduzindo-se, nadando e depositando detritos na área em volta dos teus lábios.

14. As moscas domésticas vivem apenas 2 semanas.

15. Há mais de 2400 espécies de pulgas conhecidas.

16. Uma asa de mosquito move-se 1000 vezes por segundo.

17. Mais de 1000 pássaros morrem por ano esmagados nas janelas dos Estados Unidos.

18. Há mais de 52.6 milhões de cachorros nos Estados Unidos.

19. 24 Horas é a esperança média de vida de uma libelinha.

20 -3 Segundos é o tempo que dura a memória de um peixinho dourado de aquário. 41 Anos é a idade do peixinho de aquário que viveu mais tempo. O seu nome era Fred.

21. O peso de um elefante recém-nascido é de 100 Kg.

22. Os touros correm mais depressa ladeira acima que ladeira abaixo.

23. O “quack” de um pato não faz eco, e ainda ninguém sabe explicar porquê.

24. Os cangurus não conseguem andar para trás.

25. Os gatos têm cerca de 100 sons vocais enquanto que os cães só têm 10.

26. Todos os porcos-espinhos flutuam na água.

27. É possível mandar uma vaca subir escadas, mas descer é impossível.

28. Os elefantes não conseguem saltar. Qualquer outro mamífero consegue.

29. O olho de uma avestruz é maior do que o seu cérebro.

30. Estudos provaram que se um gato cair de um 7º andar, tem menos 30% de hipóteses de sobreviver do que se cair de um 12º andar. Geralmente demora uns oito andares para o gato se aperceber do que está a acontecer, para se relaxar e corrigir a sua posição.

31. O tubarão é o único peixe que pode piscar os dois olhos.

32. Há mais galinhas do que pessoas no mundo.

33. A lula gigante tem os maiores olhos do mundo.

34. O Sapo Cocas é canhoto.

35. A urina do gato brilha com luz ultravioleta.

36. Há mais possibilidades de se morrer com uma rolha de champanhe do que com uma aranha venenosa.

37. O crocodilo não pode pôr a língua para fora.

38. As borboletas sentem o gosto com os pés e não com a língua.

39. Os ratos não vomitam.

40. O material mais resistente criado pela natureza é a teia de aranha.

41. O nome científico do gorila é “Gorilla, gorilla, gorilla”.

42. Quando as cobras nascem com duas cabeças, as cabeças lutam entre si por comida.

43. O elefante é o único animal com quatro joelhos.

44. As ovelhas não bebem água corrente.

45. Os koalas não bebem água, eles absorvem os líquidos das folhas de eucalipto.

46. Os olhos de um hamster podem cair se o pendurares de cabeça para baixo.

47. Certas rãs podem ser congeladas e depois descongeladas e continuar vivas.

48. Uma girafa pode limpar as suas orelhas com a língua.

49. Milhões de árvores no mundo são plantadas acidentalmente por esquilos que enterram nozes e não lembram onde as esconderam.

50. O porco é o único animal que se queima com o sol além do homem.

51. Os avestruzes põem as cabeças na areia para procurar água. No entanto, num estudo com 200.000 avestruzes durante um período de 8 anos, não houve qualquer avestruz que enterrasse a cabeça na areia.

52. As formigas espreguiçam-se pela manhã quando acordam.

53. Os golfinhos dormem com um olho aberto.

54. Nos EUA, as pessoas acreditam que há crocodilos enormes nos esgotos de Nova Iorque. No passado, era comum as pessoas terem crocodilos bebês como animais de estimação, e quando estes cresciam, deitavam-nos pela sanita abaixo. No entanto, contrariamente ao que se pensa, apenas foi encontrado um crocodilo nos esgotos de Nova Iorque. O crocodilo, com 57 Kg foi retirado dos esgotos em 1935 por 4 rapazes.

55. O governo da Malásia decidiu resolver o problema dos mosquitos que carregavam inúmeras doenças, deitando o veneno DDT nas áreas infestadas. Isto funcionou, mas depois, as baratas começaram a comer os mosquitos mortos. O lagartos da região comeram as baratas. Contudo, ainda havia uma quantidade residual de veneno nas baratas, mas os lagartos não morreram. Em vez disso, tornaram-se incrivelmente lentos. Deste modo, os gatos começaram a comer os lagartos (que eram bastante rápidos para fugir dos gatos antes de comerem as baratas). O veneno dos lagartos matou os gatos, e, quando não há gatos, os ratos multiplicam-se. Isto levou a Organização Mundial de Saúde a banir o DDT e a importar milhares de gatos para matarem os ratos.

56. As girafas não têm cordas vocais.

57. Os morcegos viram sempre para a esquerda quando saem da caverna.

58. Os camarões têm o coração na cabeça.

 

 

Gugu continua calado! Cade o cachorrinhoo Gugu???

Pessoal,

Hoje manifesto aqui várias tristezas. Estou triste porque o Gugu continua calado. A produção do programa continua calada. Vocês internautas continuam calados!

Não tenho visto manifestações sobre o caso do cãozinho japonês, abandonado pela família e pela produção do GUGU no Japão, em troca do retorno da família ao Brasil, após as catástrofes das últimas semanas. Abandonaram o cãozinho em troca de casa nova, móveis, TV de plasma, computadores e… um cãozinho novo para SUBSTITUIR o antigo!!!

Mas eu não esqueço e continuo perguntando: Gugu, cadê o cachorrinho???

Para quem não sabe a história, ou está chegando agora, clique abaixo:

 

http://www.fabianojacob.com.br/2011/05/gugu-cade-o-cachorinho/

A Depressão do Cão

Da Hoptpets

“Distúrbio mental caracterizado por adinamia, desânimo, sensação de cansaço e cujo quadro muitas vezes inclui, também, ansiedade em grau maior ou menor”, essa é a definição do Aurélio Eletrônico para a depressão humana. A depressão do cão se não é igual é muito parecida e é cientificamente reconhecida. Não é o resultado de excesso de carinho, de “frescura” do animal, é doença mesmo, e as causas podem ser várias, sendo a solidão a mais comum.
Assim como o homem é um ser gregário, que vive em grupo, o cão, como o lobo, é um animal de matilha. Ele não gosta de solidão, mas sim de liderar – o que poderá acontecer se você não souber educá-lo – ou de ser liderado. O cão precisa da companhia do dono ou da família. Ele detesta ficar sozinho e a consequência, não obrigatoriamente, mas muito comum, é a chamada ansiedade de separação que nada mais é do que um tipo de depressão.
“O cão precisa da companhia do dono ou da família. Ele detesta ficar sozinho e a
consequência, não obrigatoriamente mas muito comum, é a chamada
ansiedade de separação”
Castigar o animal porque ele está com “má vontade”, “desobediente”, “implicante”, ou qualquer comportamento do gênero, além de não adiantar nada, só complica a situação. O que ele quer é companhia (das pessoas ou de outros cães), carinho, atenção, comunicação, sem isso ele (uns mais, outros menos) fica estressado e pode entrar em depressão. Esta ocorre, geralmente, quando o acesso do animal a seu dono e família ou a outros cães é interrompido por um longo período e ele é deixado só. O “longo período” em questão varia bastante conforme o temperamento de cada cão e da forma como ele foi educado.
Não há raça ou sexo mais ou menos suscetível à depressão ou ansiedade de separação. A susceptibilidade é individual e depende muito das tensões a que o animal tenha sido submetido desde o momento do nascimento.
A depressão certamente tem cura e para que seja efetiva, a colaboração do proprietário e de toda a família, sob a orientação de um médico veterinário, que entenda de psicologia animal é fundamental.