Sairam da Panela prá cair no fogo!

Pois é, sairam do zoo do Beto Carreiro para a “AFUNDAÇÂO” ZooRio

O que seria pior? Bom, algum dia vamos ter um santuário aqui no RJ… eu acho!

Do G1

Zoológico do Rio ganha casal de tigres ‘William e Kate’

Animais serão apresentados ao público carioca nesta

quinta-feira (28).Na Casa dos Tigres, visitantes podem

conhecer rotina do tratador dos bichos.

Casal de tigre - William e Kate - zoológico do Rio (Foto: Esther Nazareth / RioZoo)

O zoológico do Rio ganhou um novo casal de ilustres moradores. Dois tigres de bengala, batizados de William e Kate, chegaram ao local na segunda-feira (25) e serão apresentados ao público carioca a partir desta quinta-feira (28), quando os visitantes terão acesso, a partir das 10h, à Casa dos Tigres.

Lá, será possível conhecer como funciona a rotina de trabalho do tratador dos animais. Segundo o zoológico, William tem 4 anos e Kate, 5. Os dois vieram do zoológico do Beto Carreiro, em Santa Catarina.

Proibida a captura e comércio do tubarão raposa em águas brasileiras

Boa notícia tem que ser divulgada!

Bom, a primeira parte foi feita, mas agora… quem vai fiscalizar???

Do site: http://www.observatorioeco.com.br

por: Roseli Ribeiro

Foi publicada no DOU (Diário Oficial da União), nesta segunda-feira (18/04), a Instrução Normativa Interministerial nº 5, dos Ministérios do Meio Ambiente e da Pesca e Aquicultura, que proíbe a captura, retenção a bordo, desembarque, armazenamento e a comercialização do tubarão raposa (Alopias supeciliosus) em águas jurisdicionais brasileiras, alto mar e em território nacional, nas pescarias realizadas por embarcações brasileiras de pesca e estrangeiras arrendadas por empresas ou cooperativas de pesca brasileiras.

O tubarão raposa é uma espécie comum nas águas tropicais do litoral brasileiro. A cauda do tubarão é muito curiosa, pois mede o mesmo tamanho do seu corpo. O tubarão pode medir 5,50 metros de comprimento. Alimenta-se de outros peixes comuns em alto-mar.

Veja a íntegra da Instrução Normativa.

Instrução Normativa Interministerial nº  5, de 15 de Abril de  2011

As Ministras de Estado da Pesca e Aquicultura e do Meio Ambiente no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto no art. 27 da Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, alterada pela Lei nº 11.958, de 26 de junho de 2009 e no Decreto nº 6.981, de 13 de outubro de 2009, bem como o que consta no Processo MPA nº 00350.006949/2010-23, resolvem:

Art. 1º Proibir a captura, retenção a bordo, desembarque, armazenamento e a comercialização do tubarão raposa (Alopias supeciliosus) em águas jurisdicionais brasileiras, alto mar e em território nacional, nas pescarias realizadas por embarcações brasileiras de pesca e estrangeiras arrendadas por empresas ou cooperativas de pesca brasileiras.

§ 1º Os indivíduos de tubarão raposa (Alopias supeciliosus) capturados de forma incidental deverão, obrigatoriamente, ser devolvidos inteiros ao mar, vivo ou morto, no momento do recolhimento do aparelho de pesca.

§ 2º Deverá constar nos Mapas de Bordo o registro dos indivíduos capturados e devolvidos ao mar, na forma do disposto na Instrução Normativa Interministerial nº 26, de 19 de julho de 2005.

Art. 2º Os infratores das disposições contidas nesta Instrução Normativa ficam sujeitos às sanções previstas na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 e no Decreto nº 6.514, de 22 de julho de 2008 e em legislação complementar, sem prejuízo de outras cominações legais.

Art. 3º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação.

Tubarão Baleia é destroçado por um dos thrusters da West Taurus

ABSURDO!

E quem será responsabilizado???

Do site: http://portalmaritimo.com

Recebemos de uma fonte nossa ontem pela noite estas fotos, que repassamos aos leitores do Portal Marítimo. Foi uma fatalidade, infelizmente, mas que nos leva a uma profunda reflexão a respeito dos impactos de nossa atividade na Natureza. Até onde podemos interferir no Meio Ambiente? Deixo a pergunta para que todos possam refletir.

A Semi Sumbersível West Taurus pertence à Seadrill e no momento encontra-se em contato de perfuração para a Petrobras. É uma sonda de sexta geração, o que há de mais moderno em termos de perfurção off shore.

As imagens foram feitas pelo ROV Hércules 13, da Subsea 7, embarcado no RSV CBO Rio.