Banhistas encontram cinco tartarugas marinhas mortas na praia de Cabo Frio

Banhistas encontram cinco tartarugas
marinhas mortas na praia de Cabo Frio

Biólogos não sabem a causa da morte
Do R7

Cinco tartarugas foram encontradas mortas nas areias da praia do Peró, em Cabo Frio, na região dos Lagos, na manhã desta terça-feira (12). Os animais marinhos, que foram achados por frequentadores da praia, estavam espalhados por vários pontos da orla.

Dois biólogos do Centro de Tecnologia Ambiental, que estão na região fazendo um trabalho sobre a vida marinha, estiveram no local e examinaram as tartarugas. Eles estão surpresos com a quantidade de animais mortos de uma só vez. Esse mês já foram encontradas sete tartarugas mortas na orla de Cabo Frio.

Os biólogos constataram que as tartarugas são da espécie chelonia, que pode chegar a um metro e pesar 200 kg. Os animais ainda estavam na fase juvenil e tinham em média 35 cm.

Segundo o biólogo Rodrigo Barcelos as tartarugas já estavam mortas quando chegaram à praia e devem ter sido arrastadas pela correnteza. Ele não soube dizer se as tartarugas morreram por causa da poluição do mar ou por alguma mudança climática. Elas já estavam em estado de decomposição.

Prá quem não acredita no Bob Sponja…

***ATENÇÃO, NÃO É FOTO MONTAGEM***

Pois é pessoal,

Prá quem não acredita no Bob Sponja, tá aí um de seus amigos.

Brincadeiras à parte, impressionante como a Natureza é espetacular!

original do site: http://canalazultv.ig.com.br/redeambiente/novidade.asp?id_CON=182

Peixe Blobfish das profundezas do oceano

De nome científico Psychrolutes marcidus e sem tradução oficial para o português, o Blobfish – conhecido como Peixe Bolha ou peixe gota – é um estranho animal, um pouco parecido com as águas-vivas. Ele é encontrado nas profundezas da Austrália e da Tasmânia, a 1,3 quilômetros abaixo do nível do mar.

Seu organismo se adaptou a tamanha profundidade a ponto de sua pele se tornar uma massa gelatinosa, levemente menos densa que a água. Ele quase não tem músculos e o seu equilíbrio lhe permite flutuar entre as águas do oceano. Utiliza essa sua enorme boca para capturar seus alimentos que flutuam à sua frente – pois não são nada ágeis para ir em busca de comida.

Quando se sente ameaçado, o Peixe Bolha incha a ponto de o predador soltá-lo, quando isso ocorre, ele volta ao tamanho normal instantaneamente. Seus olhos e órgãos são venenosos, o que impossibilita a alimentação por terceiros.

Segundo informações do jornal britânico Daily Mail, a movimentação de barcos pesqueiros a procura de camarões e lagostas no sudeste da Austrália vem aumentando consideravelmente. Assim, devido à sua consistência gelatinosa e densidade um pouco menor que a água, o Blobfish se torna vulnerável às redes de pesca. Por não ser um peixe nem um pouco comestível, quando capturado, é morto pelos pescadores.

Você conhece a Divers for Sharks?

Você sabia que, diariamente milhares de tubarões são chacinados, única e exclusivamente pelas suas barbatanas, que são utilizadas como símbolo de status no oriente, quando então o restante do animal é abandonado para morrer?

Muitos desinformados ainda têm a visão do tubarão como o vilão dos mares, um assassino sem sentimentos, um caçador de homens! Isso tudo graças à série de filmes JAWS (título nacional como “Tubarão”) que, nos cinemas do mundo inteiro pintaram essa fama nefasta desses que podem ser vistos como uma das mais espetaculares espécimes de nossos mares.
Já passou a hora de dar conta a sociedade que tubarões são animais fundamentais para o equilíbrio do ecossistema, e merecem nossa proteção e esforço para desfazer essa imagem de assassinos.
Dentro desses ideais, surge a Divers For Sharks.


Apesar do nome em inglês, a Divers for Sharks é Tupiniquim… Made in Brazil! Isso mesmo!
Os tubarões estão globalmente ameaçados por ação predatória humana! A Divers for Sharks pretende mobilizar a comunidade de mergulho e a sociedade civil em geral para ajudar na luta pela conservação dos tubarões.

A Divers for Sharks é uma iniciativa de mergulhadores, que visa informar e mobilizar amantes dos oceanos de todo o mundo na intenção da conservação global do tubarão. É mantida e criada por brasileiros mergulhadores, tendo como idealizadores o mergulhador Paulo Guilherme Alves Cavalcanti “Pinguim”, SSI Platinum Pro 5000, e o ambientalista José Truda Palazzo Jr., PADI AOWD.

Devo dizer que tenho especial felicidade e orgulho de também fazer parte dessa iniciativa mundial!

A Divers for Sharks já executou algumas ações importantes em sua breve fundação (2010), como as ações de conscientização nas praias cariocas e exposições em metros do Rio de Janeiro.

Definitivamente a Divers for Sharks merece o título de “AMIGO COM ATITUDE ANIMAL”!

Conheça mais em: http://www.facebook.com/diversforsharks?sk=info